radio zumbi web

RADIOWEB ZUMBI DOS PALMARES

quarta-feira, 10 de setembro de 2008

Inadimplentes poderão votar

foto: Mabel Dias
















Justiça promove acordo entre chapas em audiência na 5ª Vara






O juiz do Trabalho da 5ª Vara, Dr. Paulo Roberto Vieira, promoveu nesta quarta-feira, 10/09, audiência de consciliação para definir as regras das eleições para o Sindicato dos Jornalistas Profissionais do estado da Paraíba, marcadas para a próxima terça-feira, 16, em todo estado. Entre as decisões tomasdas em comum acordo entre os autores da ação, Dalmo Oliveira e Fabiana Veloso, e representantes da Junta Governativa provisória da entidade, ficou definido que os jornalistas em situação de inadimplência poderão efetuar o pagamento de até três mensalidades (R$ 54,00) para votar numa das chapas concorrentes.
Os membros da oposição sindical também conseguiram impedir que a urna fixa para a coleta dos votos em João Pessoa ficasse situada na sede da entidade. "Propomos ao juiz que a urna da capital funcionasse na área de lazer do Sesc-Centro, próximo a Lagoa. A sede do sindicato impede a acessibilidade de pessoas com dificuldade de locomoção, mas o ex-presidente Land Seixas alegou que isso significaria uma desmoralização para a Junta e propôs, como alternativa, que a urna funcionasse no térreo do mesmo prédio onde funciona nosso sindicato, no local onde funcionava até bem pouco tempo a loja de extintores Fire", diz Dalmo.
Outra decisão acertada na audiência é que não haverá urna intinerante, ao contrário do que se resgitrou na eleição da Fenaj, em jullho de 2007. Serão apenas quatro urnas fixas para os locais de votação em João Pessoa, Campina Grande, Patos e Cajazeiras. "Os jornalistas precisam ficar atentos porque a recepção dos votos vai ocorrer apenas na terça, dia 16, das 8 horas da manhã até às 20 horas", alerta Mabel Dias, que também compõe a chapa NOVOS RUMOS.
Em Campina Grande a urna ficará no térreo da Faculdade de Administração da UEPB, na Av. Getúlio Vargas, próximo à Praça da Bandeira; em Patos a urna vai captar os votos na sede da Associação de Imprensa do Sertão Paraibano; em Cajazeiras os votos serão coletados na sede da Câmara dos Dirigentes Lojistas. "Nossa preocupação maior era com o acesso para as pessoas com dificuldade de locomoção, mas, em João Pessoa, queríamos tirar a urna do sindicato porque ali funciona, na prática, o QG da chapa da situação, o que deixa os eleitores mais vulneráveis ao assédio dos antigos dirigentes", dia Dalmo.
A partir do sábado, dia 13, os representantes da Junta Governativa se comprometeram na Justiça a divulgar notas oficiais em todos os veículos de comunicação do estado, inclusive portais da internet, informando aos jornalistas dos locais de votação e das condições para participar do pleito. Nesta quinta-feira, dia 11, está marcada uma reunião com o presidente da Comissão Eleitoral, jornalista Gilson Souto Maior, para definir os nomes das pessoas indicadas pelas duas chapas para atuarem como fiscais de mesa no dia da eleição nos quatro pontos de coleta de votos.
"Pelo fato de estarmos vivendo um momento de eleições gerais também para a escolha de prefeitos e vereadores, imaginamos que as companheiras e companheiros jornalistas não vão permitir ilegalidades como a compra de voto nas eleições do sindicato. Nos chama atenção as informações vindas da própria Junta Governativa, que entre julho e agosto 87 coleguinhas "atualizaram" suas mensalidades. Isso significa que nossa campanha faz bem ao sindicato, oxigeniza a entidade, se não tanto de idéias, mas com certeza de dinheiro.", comenta o sindicalista.