radio zumbi web

RADIOWEBZUMBI

terça-feira, 3 de setembro de 2019

quarta-feira, 27 de março de 2019

Alô Comunidade está de volta à Rádio Tabajara AM

Depois de alguns meses fora da grade de programação da Rádio Tabajara AM, o programa ALÔ COMUNIDADE está de volta às ondas médias daquela emissora pública. A re-estréia ocorreu no último dia 16 no mesmo horário anterior: das 14 às 15 horas.

Fabio Mozart e Dalmo Oliveira no
retorno aos estúdios da Tabajara AM

Oliveira exibe termo de colaboração entre
a Sociedade Cultural Posse Nova República
e a Empresa Paraibana de Comunicação (PEC)

Entrevista com o cantor Totonho

Dalmo diz que programa quebrou
paradigmas na radiodifusão da Paraíba









































No dia 16 entrevistamos a ativista cultural e agitadora social Regina Trindade Negreiros, que fala sobre ethos e éticas no Serviço Público, a transformação cultural das antigas Escolas Técnicas Federais e sobre religiões e religiosidades. 

"O retorno do Alô Comunidade acontece depois de um processo de negociação interinstitucional entre a Sociedade Cultural Posse Nova República, que é a nossa ONG que trabalha com comunicação comunitária, e a Empresa Paraibana de Comunicação, a EPC. Mostramos para a direção da nova empresa estatal que seria importante garantir na grade da Tabajara espaço para a expressão da sociedade civil organizada", detalha o jornalista Dalmo Oliveira, um dos produtores responsáveis pelo radiofônico, que se mantém no ar há cerca de oito anos. 

Cultura popular + Cidadania

 Sábado passado,  23, o programa entrevistou o músico, cantor e compositor Totonho, que falou de seu mais novo trabalho "Samba Luzia Gorda". Ele destacou o papel da emissora na difusão dos valores da cultura contemporânea da Paraíba. "Acho importantíssima essa trincheira que vocês mantém aqui na Tabajara AM", disse. 

"O Alô Comunidade se dispõe a dar voz aos temas que a mídia convencional não divulga. Há um universo de informações importantes e conteúdos riquíssimos que nós fazemos questão de pautar, mesmo que tenhamos apenas 60 minutos por semana para fazer isso", afirma Oliveira.